Filmes

alice

Quando criança ganhei de minha mãe, um exemplar deste livro  “Alice no País das Maravilhas”. Na época, li apenas uma vez, pois achei o livro um tanto confuso; na verdade não conseguia entender porque a Alice deixaria de aceitar um pedido de casamento para correr atrás de um coelho.

O tempo passou e, agora com a oportunidade de assistir o filme, pude relembrar de algumas cenas que haviam sido gravadas e esquecidas, desde a época em que li o livro.

Hoje, com a experiência de vida e a maturidade alcançada através do tempo, recomento a todos, a leitura deste livro, principalmente para os adolescentes.

Para mim, a principal mensagem do livro é que, o melhor caminho que já está traçado para nossas vidas, foi registrado pelo próprio Deus e gravado dentro de nós. Enquanto nos deixarmos levar pelas escolhas que os outros fazem para nós, só daremos cabeçadas e vivenciaremos decepções e infelicidades.

Quando olhamos para dentro de nós (momento em que Alice entra na toca do coelho), conseguimos ouvir a voz do Espírito Santo, que nos ilumina e nos mostra os gigantes que devemos matar.  Esse período de tempo, que podemos chamar de “hibernação” ou mesmo “casulo”, nos capacitará para, com atitudes firmes e seguras diante de nossa família e sociedade, nos libertar para voarmos e vivermos o que Deus preparou para nós.

Hoje entendo que a idade cronológica é idêntica para todo ser humano. O que diferencia um ser humano do outro, é o tempo de maturação (puberdade e adolescência) que levamos para nos tornarmos adultos. Começo a pensar que muitas pessoas conseguem amadurecer somente aos 30, aos 40 ou aos 50, e outras não amadurecem nunca. Por conta disso estão sempre insatisfeitos, mudam de profissão, de família, país e nunca conseguirão alcançar paz para suas vidas.

Interessante que o animal que mais me fascina, desde minha adolescência, é a borboleta. Era meu ideal inconsciente e que eu sabia que um dia me tornaria como uma delas.

Não sei precisar quando isso aconteceu, mas hoje posso afirmar… “SOU UMA BORBOLETA”

Se você ainda não conseguiu amadurecer e tornar-se adulto, eu quero convidá-lo (a) a entrar na toca do coelho…..

 

Sonia Valerio da Costa
08/05/2010
 tocaalice