Filmes

Areias do Tempo (Filme)

areias do tempo 2

“Um tesouro, um antigo mistério, um segredo a ser revelado…”

Meu comentário sobre o filme:

O filme inicia com um texto bíblico que tem gerado bastante polêmica entre teólogos, religiosos e estudantes da Bíblia. O enredo procura também de certa forma, dar uma explicação para para tal acontecimento registrado na Biblia Sagrada: “Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens, e delas geraram filhos: estes eram os valentes que houve na antiguidade, os varões de fama”. (Bíblia ARA, Gn. 6:4)

Nem sempre somos soberanos em nossas escolhas. Quando queremos desvendar um segredo milenar, ou entrar numa área do conhecimento, à qual ainda não estamos  preparados para absorvê-la, precisamos caminhar devagar, para que não venhamos a ficar “cegos”, céticos ou mesmo enlouquecermos.

Todo conhecimento deve ser compartilhado, como forma de se evitar guerras, pois elas são sempre provocadas com o objetivo de se descobrir um segredo; não para divulgá-lo, mas para tomar posse dele. As guerras são sempre provocadas pela ganância do homem subjugar seu semelhante, através do poder financeiro ou científico, detendo o conhecimento para si. Quem sabe mais, tem como manipular os que sabem menos.

O filme baseia-se na busca de uma “Torre”,  que uma lenda milenar afirma existir num lugar desconhecido do deserto. Essa torre pode ser comparada com a “Torre de Babel” (Gn. 11:4-6). No filme, essa “Torre”, cobiçada por diversos homens, é protegida por uma porta que só pode ser aberta com um pingente, que, numa peleja, acaba se partindo em dois pedaços e cada parte é guardada por uma pessoa. A trama do filme se desenvolve através da aventura que esses envolvidos vão vivenciar até se encontrarem, justamente na porta de acesso à Torre.

No mundo antigo, a palavra “torre”, tinha o sentido de caminho ou uma passagem entre a terra e o céu. Procede, pois o texto bíblico informa que o objetivo daqueles homens, ao construirem a Torre de Babel, era que, além dela poder tocar o céu, ou seja, acessar o conhecimento de Deus, eles fariam um “nome” e não precisariam ser espalhados pela face da terra. Deus confundiu as línguas do homens, como forma de impedir a desobediência da raça humana.

Deus revela seu conhecimento e seus segredos, um pouco para cada ser humano, com o objetivo de manter contato e comunhão com todos e que todos troquem informações entre si, para que também seja mantido o amor fraternal. Ninguém tem o direito de manter para si, segredos revelados por Deus. O que acreditamos é uma coisa e o que vemos é outra. Ninguém consegue descobrir nada, sozinho; sempre deverá compartilhar com alguém, o segredo recebido, para que sua “descoberta” seja colocada em prática.

Desde o Éden o homem deseja, não conhecer Deus, mas ter o conhecimento dEle. Isso tem levado o homem a buscar o apoio e conivência de Satanáz para tentarem destruir Deus. Parece até hilário o homem agir dessa forma, mas isso é fato. É também lógico que nunca seremos iguais a Deus, pois apenas Ele é Todo-Poderoso e ponto final. Essa lei divina incomoda o homem desde sempre; mas lei é lei, e não será revogada, principalmente por ser uma lei divina. Quer o homem queira ou não, Deus é Deus!!!

Nossa vida é comparada com as tempestades do deserto. Se temos um segredo revelado por Deus e não quisermos compartilhá-lo, vamos morrer com ele, pensando que fomos privilegiados, escolhidos, iluminados…. Ledo engano, pois pela nossa atitude, Deus revelará o mesmo segredo dEle para diversas outras pessoas que terão a humildade de compartilhar esse conhecimento e beneficiar a humanidade. Deus é um segredo a ser revelado e Ele disponibilizou seu Filho Jesus Cristo para essa missão. Jesus Cristo é a “torre”, o caminho que nos leva ao céu. Quem o negar como o único caminho pelo qual podemos ter acesso ao Deus Supremo, só tem a perder em todos os sentidos.

Sinopse retirada da capa do DVD:

“Diane, uma jovem e atraente arqueologista, conhece o Dr. Neil Hogan nos arquivos secretos do Vaticano. Ambos estão interessados no grande mistério que o pai de Diane, o famoso cientista Dr. Shannon, deve ter descoberto na Africa – porque desde então ele nunca mais foi visto por ninguém. Mas Diane está totalmente convencida de que seu pai ainda está vivo. Ele procurava uma torre que, de acordo com registros antigos, pode conduzir as pessoas à extrema sabedoria. Ignorando o aviso de seus amigos, Diane decide viajar em busca de seu pai e encontrar a lendária torre. Também na busca do monumento, que contem as respostas sobre o tempo e o espaço, está uma tropa de cavaleiros selvagens do deserto, sob o comando do bravo oficial Léon. Ajudada por Rachid, um misterioso príncipe do deserto e velho amigo de seu pai, Diane passará por grandes perigos.”

“Examinai tudo. Retende o bem”. (Bíblia Sagrada – ARC, I Tes. 5.21) – “Mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom” (Mesmo texto bíblico, na Versão NVI)

Sonia Valerio da Costa
Em 31/07/2010
areias do tempo

2 Comments

    1. Sonia Costa

      Agradeço seu comentário Yolanda.
      Realmente é difícil opinar a respeito de um filme ou um livro, pois sempre acabamos subjetivando os pontos que nos marcaram mais.
      O que fico feliz é ter despertado em você o interesse em assistí-lo.
      Tenho certeza que você vai gostar e dizer que valeu a pena!
      Abraços.
      Sonia Costa

      Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *