Memórias de Leitura, Meu livro

Aconteceu em 1966…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tentando resgatar minhas memórias dessa longa trajetória do ato de ler, encontrei este pequeno cartão, recebido da Professora Isis Câmera Frias, quando terminei a 1ª série do primeiro ano primário. Para mim foi uma surpresa receber essa homenagem que acompanhava a medalha de Honra ao Mérito, por ter passado em primeiro lugar.

Ao final da solenidade de premiação, lembro-me que a professora solicitou de minha mãe uma explicação ou algo que justificasse, minha sensível facilidade para a leitura. Minha mãe respondeu apenas que eu gostava muito de ler contos de fadas e também Monteiro Lobato, mas o livro que eu mais lia, e lia diariamente era A Bíblia Sagrada.

Estou realmente revivendo aquela experiência, como se as palavras daquela professora ainda ecoassem aos meus ouvidos dizendo: “Parabéns!… então é por isso que ela lê tão bem e com tanta desenvoltura; por ter uma linguagem complexa e rebuscada, A Bíblia é o melhor livro para se desenvolver a dicção e a expressividade na leitura”.

Por ser de família tradicionalmente evangélica, recebi muito incentivo à leitura da Bíblia, e a partir de então, percebi que tinha um tesouro, em todos os sentidos, ao meu alcance.

Aquelas palavras foram meu maior incentivo à jornada da leitura, que iria percorrer em minha vida. Amo a leitura, tanto que hoje sou bibliotecária; segui essa carreira, não somente para organizar e administrar Bibliotecas, mas acima de tudo, para ter o privilégio de viver no meio dos livros, pois são meu principal objeto de trabalho…

Os livros fazem parte da minha vida!…

Não consigo viver sem eles!…

Este texto “Memórias de Leitura” é a minha história e fez parte de uma exposição em 27/10/2001, na Biblioteca Pública Monteiro Lobato (São Paulo).

Você vai gostar também de: A Medalha

 

Continua em: Dedicatória

Sonia Valerio da Costa

14/11/2009