Filmes

Coração de Tinta (Filme)

coraçãotinta

“Nos livros encontro os mortos como se estivessem vivos, nos livros vejo o que está por vir. Tudo se deteriora e desaparece com o tempo, toda a glória cairia no esquecimento se Deus não tivesse dado aos mortais o recurso dos livros.” (Richard de Bury, citado por Alberto Manguel)

Desde que chegaram na Biblioteca dois exemplares do livro “Coração de Tinta” de Cornelia Funke, já me despertou uma forte curiosidade de fazer uma viagem através da leitura, nesse mundo fantástico de pura ficção criado pela autora.

Como naquele momento, meu interesse estava voltado para outros tipos de leitura e soube que o filme estava em cartaz, preferi assistir o filme. Me apaixonei pela história, pelo enredo e pela forma da autora criar uma interatividade fantástica entre os personagens dos livros de contos de fadas, com nós seres humanos.

Mo, além de ser um excelente encadernador, tem uma habilidade excêntrica; quando lê em voz alta, consegue dar vida às palavras, de uma forma impactante, pois consegue “libertar” os personagens das páginas dos livros e trazê-los para a nossa vida real; assim como nós seres humanos, eles saem dos livros e com a personalidade que possuem na vida ficcional, passam a fazer parte de nossa vida real.

A vida de Mo passa a ser um verdadeiro inferno, quando ele encontra um livro misterioso, chamado “Coração de Tinta”. No meio da noite, quando lia esse livro para acalentar o sono de Meggie, sua filhinha, acontece o inesperado: alguns personagens excêntricos se libertam desse livro e entram na nossa realidade, enquanto que sua esposa é abduzida para esse mundo encantado.

Mo, deseperado passa vários anos procurando esse personagem que, ao libertar-se das páginas do “Coração de Tinta”, acabou aprisionando a esposa de Mo. Este sempre escondeu de sua filha esse fato sinistro, mas no final, a própria Meggie, que adquire a habilidade de leitura excêntrica de seu pai, consegue libertar sua mãe das páginas do livro encantado e ao mesmo tempo aprisiona os personagens que acabaram se perdendo em nosso mundo real.

É uma aventura cheia de “perigos”, de acontecimentos fantásticos, surpresas e reviravoltas, mas vale a pena ler o livro ou assistir o filme, pois envolve uma filosofia de vida muito importante, quanto às dificuldades que enfrentamos em nossas vidas para atigirmos nosso objetivo. Quando esse nosso desejo brota com pureza do fundo de nossa alma, nada poderá abalar ou impedir a realização de nossos ideais.

Recomendo com muita propriedade, pois vale a pena conhecer essa trama fantástica.

Coração de Tinta (O Livro Mágico) – Cinema

Sonia Valerio da Costa
 17/06/2010

coraçãotinta2

 
 

4 Comments

  1. Minha amiga Sônia,

    Conheço esse livro e minha nota para ele é 8. Minha amiga tudo depende de como nós enxergamos a vida. Deus nos coloca no mundo conforme nossas forças. Os escritores procuraram na inspiração o que de melhor encontram para repassarem ao público. Sou um escritor com vários livros publicados e alguns campeões de venda, por isso é que estou fazendo esse comentário.
    A realidade é outra. Você viaja no livro, mas vai acordar.
    Abraços,

    Assis Azevedo

    Reply
    1. Sonia Costa

      Olá Amigo Assis,
      agradeço seu comentário e aprovei-o pelo simples fato de que sou democrática e respeito sua opinião.
      Não me considero uma leitora crítica, mas uma simples leitora que, quando lê, está sempre de coração aberto, para aproveitar o máximo o conteúdo da obra.
      Eu não li o livro “Coração de Tinta”; apenas assisti ao filme e gostei.
      Mas como disse Ranganathan.. para cada leitor, o seu livro… e para cada livro o seu leitor.
      Muitas vezes tentei ler determinados livros e não consegui, porque não era o meu momento para lê-lo.
      Depois, numa outra oportunidade, que aquele mesmo livro, passou por minhas mãos, o devorei, achando-o maravilhoso.
      Não é meu objetivo criar debates literários aqui neste meu Blog, mas sim despertar o gosto pela leitura e incentivá-la em todas as suas formas.
      Abraços.
      Sonia Costa

      Reply
  2. LISON COSTA

    Abraços,
    Saudações!
    Amiga SONIA, pelo que li na sua extraordinária explanação sobre a obra, vale à pena lê-la… Parabenizo-a por mais um Post de qualidade!
    Abraços,

    LISON.

    Reply
    1. Sonia Costa

      Olá Lison,
      agradeço muitíssimo seu comentário e, principalmente por ter lido meu texto antes de fazê-lo.
      Vejo que você é uma pessoa de firmeza de carater e por isso acompanharei seus textos com o mesmo carinho.
      Digo isso, porque depois que o diHITT ocultou o ranking dos “mais, mais”, percebi que as amizades que antes pareciam sinceras, hoje vejo que eram somente interesse de se promoverem.
      O mais importante do diHITT para mim, são as informações de conteúdo substancial que são enviadas e que tem me aumentado e muito, minha bagagem de conhecimento.
      Hoje entendo quando você recusava add amigos que não apresentavam seu rosto.
      Que você possa continuar tendo sucesso através dessa sua postura, que merece ser aplaudida.
      Abraços.
      Sonia Costa

      Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *