Livros

pesm

“Venha depressa , meu amado, e seja como uma gazela, um cervo novo saltando sobre os montes cobertos de especiarias”. (Cântico dos Cânticos 8:14)

“A Montanha das Especiarias” é uma sequência do livro “Pés Como os da Corça nos Lugares Altos“.

“Grande Medrosa”, principal personagem de “Pés Como os da Corça nos Lugares Altos”, depois de passar por uma transformação física e emocional, volta agora com o novo nome de “Graça e Glória” ao Vale da Humilhação para testemunhar aos seus parentes.

O principal sentimento que irradia de Graça e Glória, é o Amor (fruto do Espírito), plantado em seu coração pelo Pastor nos Lugares Altos; podemos compreender os Lugares Altos como “lugares celestiais em Cristo”(Ef. 1:3;2:6). Todos os sentimentos e atitudes de nossa mente, coração e temperamento são personificados em criaturas que vivenciam a historia desenvolvida nesta alegoria.

A autora compara a atuação de cada especiaria com a vida espiritual de um cristão que caminha em direção aos Lugares Celestiais em Cristo. O Pastor está sempre amparando e expressando Seu Amor pelas criaturas atormentadas que vivem no Vale da Humilhação, mas nem todos respondem ao seu gentil chamado. Mas todos os que O aceitam, Ele os leva para uma peregrinação onde o Amor externado é a verdadeira vida.

Os personagens  escravizados por suas mentes doentias e temperamentos incontrolados são transformados com o Amor expressado pelo Pastor que, para testemunho da transformação ocorrida, troca seus nomes de derrota por nomes de vitória. Até mesmo “Covardia Covarde” que tanto lutou para que “Grande Medrosa” não peregrinasse com o Pastor aos Lugares Altos, se rende diante do testemunho e coragem dela, sendo transformado em “Testemunho Destemido”.

Recomendo também a leitura deste segundo livro, principalmente para quem já leu o primeiro: “Pés Como os da Corça nos Lugares Altos“. Estou certa de que quem os ler, serão grandemente abençoados.

Hannah Hurnard (1905-1990), autora destes livros maravilhosos, foi escritora renomada e missionaria em Israel por cinquenta anos.

Por Sonia Valerio da Costa

Em 14/07/2012

Veja comentários de outros livros em: Índice de Outros Livros

barrabênçao

Livros

PES

Este livro marcou minha vida cristã de uma forma especial. A escritora descreve nossa caminha cristã de uma forma inédita, utilizando como personagens, nossos próprios sentimentos humanos.

É a historia de uma jovem por nome “Grande-Medrosa”, que cansada de viver em angustia e humilhação devido aos seus defeitos físicos (aleijada dos dois pés e rosto desfigurado pela boca torta o que lhe dificultava a fala), decide livrar-se completamente de suas deficiências e tornar-se bela, graciosa e forte, como tantos outros que estavam a serviço do Pastor.

Nessa caminhada o Pastor sugere que ela seja acompanhada por Tristeza e Sofrimento. A principio Grande-Medrosa não compreende o porque dela ter que ser acompanhada por essas amigas, porém obedece e, com elas, inicia sua jornada.

Logo na partida, o Pastor planta em seu coração a semente do Amor; quando essa semente floresce, Grande-Medrosa se sente mais fortalecida para vencer diversos personagens (Covardia, Orgulho, Amargura) que surgem em seu caminho, tentando impedí-la de continuar.

O Pastor a guia pelo deserto, pelo mar da solidão, pelo desfiladeiro da injuria, nas florestas do perigo e da tribulação, no vale da privação até chegar ao lugar da unção, onde ela se rende totalmente ao Amor real e recebe um novo nome: Graça e Gloria. Suas companheiras Tristeza e Sofrimento também se transformam em Paz e Alegria.

Terminada a jornada, Grande-Medrosa, agora como Graça e Gloria, se sente encorajada a voltar ao Vale da Humilhação, para contar aos seus parentes todos os detalhes da sua viajem aos Lugares Altos.

Recomendo pois é uma leitura agradável, contagiante e também muito edificante.

“O Senhor Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corça, e me faz andar altaneiramente.” (Habacuque 3:19)

Leia a sequencia dessa historia no segundo livro da escritora Hannah Hurnard:  “A Montanha das Especiarias“.

Hannah Hurnard (1905-1990), autora destes livros maravilhosos, foi escritora renomada e missionaria em Israel por cinquenta anos.

Por Sonia Valerio da Costa

Em 08/07/2012

Veja comentários de outros livros em: Índice de Outros Livros

barrabênçao

Livros

FundaInanabaláveis

Norman L. Geisler e Peter Bocchino escrevem com muita propriedade sobre assuntos  bastante polêmicos no meio cristão e porque não dizer também no meio dos seguidores de outras religiões e, até mesmo, dos que se dizem ateus.

Alguns dos assuntos abordados são: lógica, ciência, origem da vida, macroevolução, Deus e o mal, bioética, clonagem, aborto e eutanásia.

Todo campo do conhecimento começa com certas verdades, que os autores de “Fundamentos Inabaláveis” chamam de “primeiros princípios”. Este livro oferece “n” razões confiáveis para crermos que o cristianismo é intelectualmente perfeito.

Através da Lógica, os autores nos levam a compreender o que é a “lei da não-contradição” que, quando bem analisada, concluímos que certamente deve haver uma Mente Suprema, que existe como fundamento das leis do pensamento humano. Também examinam noções populares de agnosticismo, pluralismo e relativismo, aos quais são aplicadas a “lei da não-contradição”; essa análise nos leva à conclusão de que essas filosofias são auto-anuláveis. A verdade absoluta existe.

São também apresentadas breve descrições das cosmovisões e como elas afetam as convicções e conduta dos indivíduos, e utilizam da cosmologia para discutirem sobre como a ciência se constrói, a origem, natureza e estrutura do universo, e também a origem da vida.

Este livro também responde questões sobre a macroevolução e evidencia que ela não é um modelo de origem viável, nem mesmo a macroevolução teísta. Os autores utilizam um contexto histórico (Alemanha nazista) para revelar como o conceito errado da natureza humana (macroevolução) e a lei (estabelecida apenas sobre a razão humana) violam os direitos humanos.

Apresentam também como a promotoria em Nuremberg argumentou em favor da Justiça, com base no conhecimento intuitivo das “leis superiores” que transcendem os governos. O fundamento dessa lei superior é um Legislador superior – o Criador – que concedeu à humanidade um valor intrínseco que nenhum governo ou pessoa tem o direito de tirar.

Analisam também, com muita propriedade a respeito da natureza de Deus e o problema do mal. Se existe um Deus infinitamente poderosos e justo, por que existe o mal? Onde o mal se originou? Foi Deus que o criou? A argumentação dos escritores esclarecem de forma bastante compreensível o aspecto ainda um tanto nebuloso da existencia do Bem e do Mal.

Os autores utilizam também de vários argumentos de C.S. Lewis para nos trazer mais luz ao texto. Realmente me sinto impotente para descrever em poucas palavras todo o riquíssimo conteúdo deste livro, que também nos fala da confiabilidade na divindade de Jesus Cristo baseando-se nas evidências que sustentam a autenticidade dos documentos do Novo Testamento e a confiabilidade de seus autores.

Recomendo a todos a leitura deste livro inédito, precioso e que ao final, ficamos saboreando seu conteúdo de forma a deixar em nosso paladar literario um gostinho de “quero mais”.

Por Sonia Valerio da Costa

Em 08/07/2012

Veja comentários de outros livros em: Índice de Outros Livros

barrabênçao