Variedades

Real e Virtual

realvirtual

Você me quer pela metade,

Eu a quero por inteiro.

Você me quer virtual

Eu a quero real.

Você me ama pelo computador,

Eu a amo com meu amor.

Você manda torpedo pelo celular,

Eu te abraço em qualquer lugar.

Você me manda email

Eu me mando pra você por inteiro.

Assim é o nosso amor

Real e virtual

Você contenta-se com o virtual

Eu só me contento com o real.

Poema de Ricardo Carneiro Leão, do livro “Deserto de Concreto: poemas & poesias: ontem, hoje e amanhã”.

Decidi  postar este poema que, por acaso, encontrei no acervo da Biblioteca onde trabalho. Ele retrata muito bem a minha forma de pensar quanto aos relacionamentos virtuais.

É necessário tomarmos cuidado com as amizades virtuais que, além de proporcionarem situações propícias às fantasias, acabam distorcendo de tal forma o comportamento humano, que as consequências serão, fatalmente, desestruturação da nossa família na vida real.

A Internet pode aguçar a percepção e até desenvolver a inteligência, mas bloqueia a criatividade, que cada um de nós possui de forma inédita.

Eu prefiro preservar minha criatividade!!!

Por Sonia Valerio da Costa
Em 22/11/2010

9 Comments

  1. Nany Barbosa

    Sonia, gostei muito deste poema, até vou passar para os lideres dos adolescentes para estar mostrando para eles.

    Lindo blog beijos

    Reply
    1. Sonia Costa Author

      Oi Nany,
      Fiquei muito feliz com sua visita aqui em meu Blog. Agradeço o comentário e fique à vontade para utilizar os textos que você entender que servirá para a edificação de alguém. Meu principal objetivo é evangelizar; como o Evangelho de Jesus Cristo é simples!!!…. meus textos também são voltados para a simplicidade do Evangelho e de sua prática no dia-a-dia. Às vezes me utilizo de um texto qualquer da literatura, como é o caso deste, para despertar o entendimento das pessoas que, independente de religião, grande parte da sociedade está reconhecendo que a modernidade desenfreada tem prejudicado muito a estrutura familiar e consequentemente os bons costumes de respeito para com nossos semelhantes.
      Um grande abraço a você e todos aí de Assis.
      Sonia Costa

      Reply
  2. Sonia Costa Author

    Olá Príncipe,
    gostei do trocadilho proposto no seu comentário; realmente precisamos ser autênticos até mesmo na fração de personalidade que queremos expor. Isso é normal no ser humano, de nunca se abrir totalmente; muitas vezes nos surpreendemos com nossas próprias atitudes.
    Obrigada por comentar.
    Abraços.
    Sonia Costa

    Reply
  3. Olá Sônia
    O poema é bem realista.
    O virtual tem suas vantagens e seus perigos.
    É importante saber dosar os limites, não usar falsas máscaras e nem se expor demais ao risco !
    Abraços
    Alba

    Reply
    1. Sonia Costa Author

      Olá Alba,
      Agradeço seu comentário de apoio ao poema. O equilíbrio, em todas as nossas atitudes, sempre é a melhor opção.
      Abraços.
      Sonia Costa

      Reply
  4. Olá Sonia querida!
    Muito legal esse poema e retrata bem esse grande “duelo” emocional provocado entre o real e virtual. Infelizmente encontramos pessoas que se beneficiam de uma tela para esconderem as piores intenções e se aproveitarem dos “ingênuos”. Por isso, todo critério e cuidado são poucos para que possamos preservar ao máximo a nossa vida real em detrimento da virtual.
    Grande beijo,
    Jackie

    Reply
    1. Sonia Costa Author

      Olá Jackie,
      Agradeço seu comentário que veio enriquecer o tema proposto no texto. Com o tempo, vamos amadurecendo e aprendendo a separar o joio do trigo e aproveitando apenas as partes boas e produtivas que a internet tem a nos oferecer.
      Abraços.
      Sonia Costa

      Reply
    1. Sonia Costa Author

      É verdade, Joselito,
      a Intenet tem sido imprescindível para a comunicação da sociedade atual. O importante é apenas matermos o auto-controle, para que ela não venha tomar todo nosso tempo e ficarmos “travados”, até mesmo fisicamente.
      Obrigada por comentar.
      Abraços.
      Sonia Costa

      Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *