Livros

medicocristao

Confissões de um Médico Cristão

Quando divulguei no Facebook que estaria ausente por alguns dias para participar da Bienal Internacional do Livro, o Dr. Sérgio me convidou informalmente para que eu passasse no stand da Scortecci pois ele estaria autografando este seu lançamento. Lamentei por não ter podido comparecer, no dia e hora marcados, mas no sábado consegui adquirir meu exemplar.

O que eu não imaginava é que não havia adquirido apenas mais um livro, além de tantos outros que tive a oportunidade de comprar naquela oportunidade, mas que desta feita, havia chegado em minhas mãos um verdadeiro legado, um conhecimento de ouro, adquirido por esse médico renomado, que eu não conhecia até então. Foi através de seu livro que o Dr. Sérgio, um homem de um carater ilibado, com um conhecimento e capacidade extraordinários dentro da Medicina, teve a ousadia de tornar público que, tudo o que ele teve a oportunidade de realizar, e de descobrir dentro de sua profissão, ele deve à sua constante obediência e intimidade com Deus.

Para mim está sendo bastante difícil falar sobre os pontos importantes deste livro imperdível, pois todos os capítulos tem seu grau de importância que, somente lendo o livro de capa a capa, é que se poderá entender que eu não estou exagerando! Na verdade, o conteúdo é tão importante, instigante, produtivo, interessante, inédito e emocionante, que recomendo sua leitura, principalmente para os profissionais da área da saúde, para que possam conhecer a biografia de um profissional que deu sua vida para salvar muitas outras vidas.

Vou apenas citar alguns casos relatados nesse livro e que me deixaram deveras emocionada, em como a vida desse homem de Deus foi usada de maneira extraordinária:

– O Dr. Sérgio quase morre num afogamento, porém Deus renovou suas forças físicas para  salvar uma jovem que também estava se afogando. Eles foram parar num banco de areia que ficava distante da praia e de onde não teriam condições de serem resgatados, pois a tendência da maré, a partir daquele momento, era subir e encobrir o lugar onde estavam. Mas Deus tinha um propósito na vida do Dr. Sérgio e fez o milagre de fazer a maré baixar, a ponto deles voltarem andando até a praia.

– Um dia seu horário de plantão já havia terminado e o Dr. Sérgio já estava de saída, quando chegou uma mãe desesperada, trazendo seu filho, um adolescente de 14 anos; tinha o olhar agressivo e uma pedra na mão. Todos pensavam que o menino era louco e fugiam dele. Através de uma oração em pensamento, Deus orientou o Dr. Sérgio em como resolver aquele problema, pois não era mental, mas sim físico.

– Outro caso relatado e que me deixou emocionada, foi quando o Dr. Sérgio estava acompanhando o desenvolvimento de um parto normal. Como não havia progresso, Deus despertou o Dr. Sérgio para voltar seu olhar para a sala em frente, onde um jovem médico estava aguardando o anestesista aplicar a peridural numa paciente que iria fazer uma cesárea. Quando a paciente se deitou, foi tomada de uma palidez e entrou em convulsão. O jovem médico que iria fazer a cesárea, ficou petrificado e sem ação. Não fosse a intervenção do Dr. Sérgio e, tanto o bebê quanto a mãe, teriam falecido. Deus retardou o nascimento da outra criança para que duas vidas pudessem ser salvas.

– O mais emocionante ainda é que, através do seu relato podemos perceber que a ética profissional e a compaixão pelos doentes, sempre o acompanhou por toda sua vida. Ele sempre estudava criar métodos cirúrgicos que minimizassem o sofrimento de seus pacientes. Certo dia, inspirado no trabalho de um encanador, Deus abriu sua mente e ele idealizou um novo método para retirada do colo do útero, onde não fosse mais necessário fazer grandes incisões; foi uma revolução benéfica para a medicina. Essa técnica ficou conhecida como Técnica de Sturmdorf na Amputação do Colo.

Parabéns Dr. Sérgio de Freitas, por ter compartilhado suas experiências com seus pacientes diretos e também indiretos, como eu, que não tive a oportunidade de conhecê-lo durante seu exercício profissional! A humanidade tem que agradecer sua postura profissional, atuando honrosamente nas áreas médicas de ginecologia, sexologia e também cirúrgica. O Brasil está de parabéns por ter contado com um profissional tão abençoado e que abençoou tantas vidas, durante 45 anos.

Creio que Deus ainda me dará a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente, o que me sentirei muito honrada. Que Deus continue abençoando sua vida, juntamente com sua família e desejo que daqui por diante o irmão possa desfrutar de saúde e de um merecido descanso para se recuperar totalmente das sequelas de sua última missão. Creio que ainda existe muita experiência a ser compartilhada.

Recomendo com muita propriedade a leitura desse livro, pois minhas palavras são fracas para expressar um conteúdo de tão grande valor.

Sonia Valerio da Costa

Em 31/08/2010

Veja comentários de outros livros em: Índice de Outros Livros

barrabênçao

Filmes

alice

Quando criança ganhei de minha mãe, um exemplar deste livro  “Alice no País das Maravilhas”. Na época, li apenas uma vez, pois achei o livro um tanto confuso; na verdade não conseguia entender porque a Alice deixaria de aceitar um pedido de casamento para correr atrás de um coelho.

O tempo passou e, agora com a oportunidade de assistir o filme, pude relembrar de algumas cenas que haviam sido gravadas e esquecidas, desde a época em que li o livro.

Hoje, com a experiência de vida e a maturidade alcançada através do tempo, recomento a todos, a leitura deste livro, principalmente para os adolescentes.

Para mim, a principal mensagem do livro é que, o melhor caminho que já está traçado para nossas vidas, foi registrado pelo próprio Deus e gravado dentro de nós. Enquanto nos deixarmos levar pelas escolhas que os outros fazem para nós, só daremos cabeçadas e vivenciaremos decepções e infelicidades.

Quando olhamos para dentro de nós (momento em que Alice entra na toca do coelho), conseguimos ouvir a voz do Espírito Santo, que nos ilumina e nos mostra os gigantes que devemos matar.  Esse período de tempo, que podemos chamar de “hibernação” ou mesmo “casulo”, nos capacitará para, com atitudes firmes e seguras diante de nossa família e sociedade, nos libertar para voarmos e vivermos o que Deus preparou para nós.

Hoje entendo que a idade cronológica é idêntica para todo ser humano. O que diferencia um ser humano do outro, é o tempo de maturação (puberdade e adolescência) que levamos para nos tornarmos adultos. Começo a pensar que muitas pessoas conseguem amadurecer somente aos 30, aos 40 ou aos 50, e outras não amadurecem nunca. Por conta disso estão sempre insatisfeitos, mudam de profissão, de família, país e nunca conseguirão alcançar paz para suas vidas.

Interessante que o animal que mais me fascina, desde minha adolescência, é a borboleta. Era meu ideal inconsciente e que eu sabia que um dia me tornaria como uma delas.

Não sei precisar quando isso aconteceu, mas hoje posso afirmar… “SOU UMA BORBOLETA”

Se você ainda não conseguiu amadurecer e tornar-se adulto, eu quero convidá-lo (a) a entrar na toca do coelho…..

 

Sonia Valerio da Costa
08/05/2010
 tocaalice
 
Vídeos

12 de março, Dia do Bibliotecário

“O conhecimento é a única arma que dispomos para enfrentar a grande viagem do amor, com esperança de sucesso. É a nossa bússola. E uma bússola mais preciosa, porque, além de tentar nos levar ao rumo certo, mantém a agulha imantada no rumo de nós mesmos.” (Marina Colassanti)

 

Sonia Valerio da Costa
(sou bibliotecária)
10/03/2010